Principais causas dos problemas de ereção

Então você está na hora H,e tem problema com a ereção. Isso é muito desconfortável, nós sabemos. Por isso, fizemos este artigo, para ajudar você com o produto Testomaster Ultrafarma.

As causas dos problemas de ereção podem variar. Problemas de saúde orgânica ou psicológica são os principais fatores. Com isso, a procura por um especialista da área é muito importante.

Continue lendo para saber mais sobre o assunto.

Na melhor do que chegar na cama com a confiança de que tudo vai ocorrer bem. O Testomaster, produto que vamos indicar, tem o poder de resolver todos os seus problemas com ereção. Fique ligado nos próximos passos deste texto.

Causas principais dos problemas de ereção

Entender sobre o que leva um homem a ter problemas de ereção é fundamental para que se chegue a uma conclusão do que ele precisa fazer para resolver.

Vamos citar as principais causas. Lembre-se que tudo pode ser resolvido. Não se preocupe caso você esteja passando por essa situação.

Disfunção erétil. Essa é a principal causa. Vale a consulta ao médico para que ele possa indicar o melhor tratamento para você.

Diabetes. Outro fator comum que causa problemas na ereção é a diabetes. Nesse caso, suplementos e medicamentos sempre são indicados para contornar esse problema de saúde.

Doenças cardíacas estão ligadas diretamente aos problemas de ereção. Segundo pesquisa, homens com problemas cardiovasculares normalmente têm dificuldades com a ereção. Como nós vínhamos dizendo, é importante que você procure um profissional para entender mais sobre o seu estado de saúde.

Baixo fluxo sanguíneo. Fazer exercícios físicos é fundamental para ter uma boa saúde na parte sexual. O aumento do fluxo sanguíneo no corpo é imediato. Então vale a pena manter a rotina de treinos.

Sentimentos de dúvida e fracasso. Meditação e a psicologia pode ser de excelente ajuda para que você saiba lidar melhor com esses tipos de sentimento.

Comunicação com a parceira. Existem muitos casos em que a falta de comunicação por não saber se expressar pode provocar queda na libido. Tenha jogo aberto com a sua parceira para que vocês se conheçam mais e tenha mais empatia pelo outro.

Sobre o Testomaster Ultrafarma

Conhecido por ser um poderoso suplemento vitamínico, o Testomaster é ideal para quem está com problemas de ereção. Sua fórmula apresenta os seguintes ingredientes: vitaminas e minerais como Magnésio, Maltodextrina, Vitamina C, vitamina B1, B2, B3, B5, B6, B9 e B12. Além de tudo isso, existe o zinco.

A contribuição do Testomaster com a circulação sanguínea é essencial para o homem. Vimos que problemas de circulação podem causar disfunção erétil. Então, nada melhor do que testar esse produto.

O melhor lugar para você comprar é na Ultrafarma. Lá você encontrará toda linha de produtos Testomaster. Fica a dica para quem quer um ótimo preço e qualidade.

Vale dizer, também, que a Maca Peruana faz parte do ingrediente. Esse vegetal é responsável pela melhora no vigor físico de muitas pessoas. Além de ser um sucesso de vendas em todo o mundo.

Quais são os tipos de disfunção erétil

power blue

De acordo com dados do Departamento de Sexualidade Humana da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a disfunção erétil é um problema que atinge quase 50% da população masculina brasileira com idades entre 40 e 80 anos.

Mas, o que muitas pessoas não sabem, é que existem mais de um tipo da doença, e que cada um possui sintomas e pode afetar o corpo do homem de forma diferente.

Abaixo, separamos os principais tipos de disfunção erétil que podem acometer um homem, e as principais causas da doença.

Tipos de disfunção erétil

Como citamos acima, a disfunção erétil pode ser dividida em diferentes tipos, cada uma com uma causa e sintomas diferentes, são eles:

  • Orgânica: pode ser em decorrência de lesões vasculares, neurológicas ou problemas hormonais.
  • Psicogênica: devido a problemas de disfunção do mecanismo erétil, mas sem lesões físicas.
  • Mista: Em decorrência da combinação de fatores orgânicos e psíquicos.
  • Disfunção Erétil Primária: Quando o homem nunca conseguiu ter uma ereção.
  • Disfunção Erétil Secundária: Quando o homem teve ereções no passado, mas não consegue tê-las atualmente.
  • Disfunção Erétil Situacional: Quando o homem só consegue ter ereções em determinadas situações.
  • Disfunção Erétil Total: Quando o homem não consegue ter nenhum tipo de ereção.
  • Disfunção Erétil Parcial: Quando o homem consegue ter uma ereção, mas esta não é o suficiente para a relação sexual.

Sintomas da Disfunção Erétil

A disfunção erétil pode possuir uma série de sintomas, mas os mais comuns são:

  • Dificuldade para manter uma ereção em um a cada quatro relações sexuais satisfatórios, e quando o problema persiste por mais de um mês.
  • Para ter uma ereção o homem demora mais que o normal.
  • A ereção possui uma duração mais curta ou com menos rigidez.
  • Para manter a ereção é necessário um esforço constante.
  • As ereções espontâneas ocorrem apenas de manhã e são menos frequentes e com menos rigidez.

Causas da disfunção erétil

Para se ter uma ereção é preciso que vários órgãos e tecidos funcionem em harmonia, sendo por este motivo que há diversas situações que podem afetar um ou mais participante desse processo e podem desencadear na disfunção erétil.

Mas, não é sempre que os médicos conseguem saber exatamente o que está envolvido no desenvolvimento da doença.

Também, a impotência sexual está relacionada a diversas outras doenças e, tratar a disfunção erétil de forma efetiva envolve descoberta de sua causa.

Assim, as causas da disfunção erétil são:

  • Problemas psicológicos
  • Problemas hormonais: como a diabetes, queda da testosterona e problemas endócrinos.
  • Doenças neurológicas: Como lesões na medula, Parkinson e mal de Alzheimer.
  • Doenças vasculares: Que podem levar ao entupimento de artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pênis.
  • Uso excessivo de certos medicamentos
  • Cirurgias na região pélvica
  • Doença de Peyronie
  • Fibrose dos corpos cavernosos
  • Alcoolismo
  • tabagismo

Além dessas causas, há também fatores de risco que contribuem para o desenvolvimento da disfunção erétil, como:

  • Diabetes
  • Hipertensão arterial
  • Dislipidemia: colesterol e triglicérides alterados.
  • Obesidade
  • Sedentarismo

Também, é importante ressaltar que o envelhecimento não causa a disfunção erétil, mas sim doenças que podem aparecem com o avançar da idade.

Medicamentos para disfunção erétil

Quem tem problema de disfunção erétil habitualmente procura por medicamentos para resolver esse incômodo. A grande questão é que alguns remédios apresentam efeitos colaterais indesejáveis (e em muitas vezes não resolvem o problema do homem).

Devido à interferência dos fármacos causada no organismo, tem crescido entre o público masculino o consumo de cápsulas.

Existem atualmente no mercado produtos como Xtrasize, Maca X Power, Erectill e também um dos mais conhecidos, o Power Blue. Muitos homens, inclusive procuram depoimentos para saber se power blue funciona.

Pensando nisso, trazemos um vídeo que fala sobre os efeitos dessa cápsula: https://www.youtube.com/watch?v=bAJKnIlQbs0

O tamanho do pênis realmente afeta o prazer sexual feminino?

Será que as mulheres heterossexuais têm mais facilidade em atingir o orgasmo se o parceiro tiver um pênis maior que a média? Por várias décadas, a resposta relatada na maioria dos livros de sexualidade tem sido um enfático não. No entanto, esta resposta baseia-se em grande parte na especulação de Masters e Johnson em seu clássico livro de 1966 Human Sexual Response, no qual eles argumentam que a vagina é altamente elástica (e, portanto, capaz de acomodar uma variedade de tamanhos) e contém relativamente poucos. terminações nervosas.

Mas o que as mulheres realmente pensam? Existe uma relação entre o tamanho do pênis e o prazer pessoal? Um novo estudo sugere que existe para alguns, mas não para a maioria das mulheres. Muitos homens se perguntam: como fazer para aumentar o penis?

Nesta pesquisa, 323 mulheres sexualmente ativas (a maioria das quais eram estudantes universitários da Escócia) completaram uma pesquisa on-line sobre suas atitudes e experiências sexuais. A pesquisa indagou sobre a frequência com que atingem o orgasmo, o quanto eles apreciam diferentes formas de estimulação sexual e como um pênis de comprimento acima da média afeta sua capacidade de atingir o orgasmo durante a penetração peniana-vaginal. “Acima da média” foi definido como maior que uma nota de dólar dos EUA ou uma nota de £ 20 (que corresponde a 6,1 e 5,8 polegadas, respectivamente).

Os resultados revelaram que 50% da amostra relataram nunca ter tido um orgasmo durante a relação sexual ou que não tiveram parceiros sexuais anteriores suficientes para fazer comparações de aumentar o tamanho do pau.

Esses participantes foram, portanto, excluídos das principais análises. Da metade restante da amostra (ou seja, aquelas mulheres que os autores do estudo consideraram “qualificadas para julgar a importância do tamanho do pênis”), aproximadamente um terço delas (33,8%) relatou que um pênis mais longo as torna mais propensas ao orgasmo.

O restante dos participantes relatou que o comprimento do pênis não faz diferença em sua capacidade de atingir o orgasmo (60,0%) ou que pênis mais longos na verdade os tornam menos propensos ao clímax (6,3%). Os pesquisadores também descobriram que entre as mulheres que preferiam pênis mais longos, eles relataram ter experimentado os orgasmos mais vaginais (mas não clitoriais) no último mês.

Claro, este estudo tem algumas limitações importantes. Por um lado, eles apenas perguntaram sobre o comprimento do pênis e não sobre o perímetro (ou seja, largura). Não está claro por que os autores avaliaram apenas o comprimento à luz de pesquisas anteriores, sugerindo que as mulheres tendem a se preocupar mais com a circunferência do que com o comprimento. Além disso, esta pesquisa é correlacional, o que significa que não sabemos se pênis mais longos realmente causam mais orgasmos femininos.

Pode ser que alguma outra variável seja confundida com um pênis maior (por exemplo, talvez homens bem dotados sejam percebidos como mais atraentes e confiantes, ou talvez tenham mais experiência e habilidade sexual), o que significa que pode não ser o tamanho em si importa tanto quanto uma dessas outras características. Em apoio a essa ideia, as mulheres que preferiram pênis mais longos neste estudo pareciam estar fazendo sexo com mais frequência, o que parece ser uma causa plausível de mais orgasmos.

Tudo somado, este estudo nos diz que maior é realmente melhor para algumas mulheres, mas a maioria não acha que faz alguma diferença em termos de seu prazer sexual. Isso é consistente com outras pesquisas que indicam que a grande maioria das mulheres heterossexuais nos relacionamentos (85%) não relatam queixas em relação ao tamanho dos genitais de seus parceiros.

Descobertas como essa sugerem que, em vez de perseverar no tamanho de seu pênis e tentar melhorá-lo com a esperança de agradar seus parceiros, os homens devem concentrar seus esforços na comunicação com seus parceiros e aprender o que realmente importa para eles na cama.

Casais que não fazem sexo: eles existem!

Se fosse para colocar 10 casais que quase não transam em uma mesa, em um mesmo lugar, aposto com você que 9 deles mentiram sobre sua vida sexual, você faria parte dos 90%? Vários casais fingem que esse problema não existe e costumam afirmar: “ah, a gente transa 1 vez no mês, mas transa”. Mas quer saber da verdade? Existem milhões de casais brasileiros que não transam mas que seguem a vida como casal. Vou falar aqui hoje também de maca peruana onde comprar.

O que isso quer dizer? Quer dizer que não rola mais tesão, não rola mais vontade, mas ainda existe cumplicidade. E isso não começa de uma vez! É uma coisa que vai acontecendo aos poucos, e a culpa nunca é de um só. Pode e deve ser dividida por dois. Um tenta, o outro da desculpas, o outro tenta e o um inventa outras desculpas.

É preciso que antes de chegar nesse ponto você tome algumas providências. Ou seja, é necessário que você esteja atenta (o) ao seu relacionamento e percebe os sinais que ele dá. Tem sempre uma parte que tenta apimentar as coisas, que vai ao sex shop, que compra lingeries e procura motéis novos e diferentes. Existem poucas coisas que deixam uma pessoa pior do que ser repelida na cama. Muitos casais entram na onda de: “não transamos, mas isso não é o que mais importa na relação”.

Que me desculpem os acomodados, mas é óbvio que tem alguma coisa errada nessa coisa toda. Fazer sexo faz bem pra saúde, para o corpo e para a cabeça. A saúde do casal é diretamente afetada pelo excesso (ufa, assim é ótimo) ou falta de sexo. O sexo faz com que a parceria seja renovada sempre, com que a relação se revigore e fique mais gostosa e saudável.

Durante a relação sexual o casal troca fluidos, e lamber-se e gozar faz com que a relação seja renovada. Porque as contas do dia a dia nos conectam, os problemas também, e isso não é segredo para ninguém.

Porque não falamos da falta de sexo?

Porém, para os casais que não mantém relação sexual periodicamente o sexo passa a ficar em segundo plano. Ou seja, começamos a dar desculpas nas quais queremos acreditar, mas que no fundo sabemos que são inverdades. “Somos felizes e nossa família é unida, isso é o mais importante.”, “nós dois temos muita coisa igual”, “nunca gostei muito de sexo mesmo”, “transo na rua e tudo está ok”.

Já se perguntou porque é tão difícil falar abertamente sobre “falta de tesão”? E se você reparou na minha pergunta eu não estou afirmando que todo casal deve transar x vezes na semana. Estou falando sobre a ação de conversar mesmo. Porque será que é tão difícil falar sobre o assunto? Colocar todas as cartas na mesa?

Não falamos sobre isso porque a verdade machuca e nem sempre o que temos para tratar a respeito disso nos deixará confortáveis e felizes. Para nossa terapeuta fica fácil apontar os defeitos do outro, o que ele faz que tira o seu tesão. Fica fácil dizer: “quero transar com qualquer outro homem na rua desde que não seja ele.”

Porém imagine-se tendo que dizer tamanha verdade ao seu parceiro? Imagine-se tendo que falar tudo isso que você leu acima? Pior, imagine-se ouvindo uma coisa dessas da pessoa com quem você escolheu dividir a vida. Por esses motivos é mais fácil colocar o problema debaixo do tapete e fingir que o casamento vai de vento em polpa.

Muito mais comum do que os homens não procurarem suas parceiras é que elas abram mão de transar. Já vi vários casamentos acabarem porque a menina quer ter relações todos os dias e seu parceiro nem sempre está “a fim”. Porém a verdade é que não importa de onde vem a “falta de vontade” de ter relação sexual, o que importa é o que você faz, como você se comporta quando as recusas começam a acontecer.

Jogar as cartas na mesa, procurar onde comprar maca peruana original e oferecê-la a seu companheiro pode ser o melhor caminho para impedir o fim do seu relacionamento. Mais cedo ou mais tarde é isso que vai acontecer, se você não tiverem uma conversa franca, sincera e honesta.

5 razões que fazem ele perder o desejo por você

Você é casada há alguns anos e, por acaso, nesses últimos o seu marido não tem te procurado? Então poder ter algo de errado aí, né?

Se você ainda não me conhece, eu sou Marcia Vasconcelos e com frequência escrevo aqui no blog sobre sexualidade entre casais

Neste post, especificamente, eu vou abordar os 5 principais motivos que fazem o seu marido ou companheiro perder o desejo por você na cama.

E o mais importante: também vou explicar o que você pode fazer pra que ele volte a te procurar. Você vai nessa comigo? Então valos lá!

Por que ele não me procura mais?

Quando a chama do relacionamento se apaga ou quando o interesse diminui, você logo acha que ele se
interessou por alguém, ou pior, que ele está te traindo.

E é a partir daí que você começa a pirar, vira investigadora, segue todos os passos dele e não encontra nada. Absolutamente nada!

Mas se ele não está te traindo então por que ele não me procura mais?

Essa é a dúvida que paira sobre muitas mulheres, e estou aqui para responder o que acontece nesses casos.

Acompanhe as 5 razões e procure identificar qual delas está acontecendo no seu relacionamento. Pode ser que haja mais de uma, por isso, é importante buscar os motivos com cuidado.

1. Preocupação excessiva

Um dos motivos que fazem com que o desejo dele em você diminua é o excesso de preocupação com trabalho, com a família ou com dinheiro.

E isso a gente consegue entender, né?

A diferença é que a maioria das mulheres, por um padrão cultural, e por saber controlar melhor as emoções, sabe lidar melhor com certas responsabilidades.

Para os homens já é um pouco mais difícil, principalmente pela dificuldade que eles têm em falar o que sentem.

Então eles guardam esses problemas e acabam se distanciando de nós.

2. Cobranças

O segundo motivo pelo qual ele não tem mais desejo sexual por você é o excesso de críticas e cobranças que você pode estar fazendo.

Ninguém, nesse mundo inteirinho, suporta por muito tempo uma companheira ou um companheiro que vive com cobranças e reclamações.

E lógico que quando você faz o seu melhor e nada é suficiente pra outra pessoa, o interesse vai diminuindo gradualmente até acabar de vez.

3. Medicação

O terceiro motivo dessa diminuição de desejo sexual por parte dele é o uso de remédios pra crescimento de cabelo, diabetes, problemas urinários ou hormonais.

Pode não parecer, mas esses medicamentos diminuem muito a libido. E quando os homens entram em uma fase mais avançada da vida, têm tendência em apresentar problemas de saúde.

Alguns são mais delicados, como a diabetes, enquanto outros são por questão de estética.

Mas independentemente da razão, eles começam a tomar remédios que podem simplesmente eliminar a produção de testosterona e acabar com a libido.

Dessa forma, homem nenhum sentirá desejo de ir para a cama (a não ser para dormir).

4. Disfunção erétil

O quarto motivo que faz o homem perder completamente a vontade de manter uma relação mais apimentada é um aspecto que literalmente derruba qualquer pretensão sexual: a disfunção erétil.

Mais conhecida como impotência sexual, a disfunção erétil afeta uma parcela considerável do público masculino.

Ela pode aparecer para homens de todas as idades, contudo, é mais comum a partir dos 35 anos.

Homens que sofrem com impotência sexual não gostam nem de ouvir falar sobre relações sexuais, pois se sentem diminuídos e com a auto estima lá no pé.

5. Ejaculação precoce

A ejaculação precoce é o quarto motivo pelo qual o homem pode deixar de procurar você na cama.

Porque assim como no caso da disfunção erétil, essa é uma situação muito delicada e gera muita ansiedade nos homens.

E de novo, entra a dificuldade dos homens em falarem sobre seus problemas e isso gera cada vez mais ansiedade e baixa auto estima, porque  eles acham que não conseguem controlar nem mesmo a ejaculação.

O que fazer para virar o jogo?

Depois de abordarmos os problemas da falta de desejo sexual masculino, vem a pergunta: o que fazer para mudar esse cenário?

Bom, com relação ao estresse do trabalho, familiar ou financeiro, você pode ter uma conversa franca e oferecer sua ajuda pra pensarem juntos numa forma de resolver a situação.

Com relação as críticas e cobranças, o que você pode fazer é deixar que ele se organize e entre no esquema das
regras de relacionamento.

Já em se tratando da impotência sexual, você deve ir com cuidado. Por ser um assunto delicado, talvez ele não se sinta tão à vontade de conversar e se abrir.

Mas explique que as relações sexuais fazem falta para você e fale que você gostaria de levá-lo a um profissional para avaliar o problema. Aos poucos ele pode se sentir mais seguro e aceitar a ideia.

Explique a ele que os médicos cuidam de muitos os homens todos os dias e sabem como contornar a impotência, seja através de tratamentos menos convencionais, seja com o uso de Xtrasize que funciona.

Com relação à ejaculação precoce e aos medicamentos que diminuem a libido, vocês podem procurar juntos
uma alternativa natural para os problemas de saúde que ele vem enfrentando.

Eu, como naturóloga, utilizo tratamentos naturais que tratam a causados problemas de ejaculação precoce, urinários, hormonais, queda de cabelo e diabetes, com vitaminas, minerais e aminoácidos, florais, argilas e outras terapias muito eficazes.

Por isso, eu posso garantir que alternativas não faltam.

E num próximo vídeo eu vou te apresentar um programa de controle de ejaculação precoce que super funciona.

Gostou das dicas? Espero que sim.

Em breve eu volto com um novo texto para te ajudar a melhorar a vida sexual no relacionamento.

Os 12 melhores alimentos para a saúde do homem

Todos nós sabemos que a ciência não estuda muito os homens, isso é, a saúde masculina ainda é um mistério. Hoje em dia, a reposição hormonal masculina, que também é chamada de reposição hormonal de testosterona dá muito problemas aos homens de meia idade. Neste artigo resolvi listar doze alimentos que podem ajudar qualquer homem a melhorar a saúde e a vida sexual, max potent oficial.

Alimentos para melhorar a saúde masculina

Confira abaixo uma lista completa de alimentos que vão mudar sua saúde para melhor:

1. Ovos

Você pode faze-los mexidos ou cozidos. Eles oferecem uma quantia alta de vitamina D. A Vitamina D desempenha um papel muito importante no nível de testosterona na corrente sanguínea. Os médicos recomendam pelo menos um ovo por dia, mas se você tem problemas com o colesterol consulte seu médico antes do consumo.

2. Alho

Você sabia que o alho tem propriedades antifúngicas, antivirais e antibacterianas? O alho oferece propriedades antienvelhecimento e pode auxiliar no combate de doenças e infecções, além disso oferece uma fonte significativa de testosterona natural. Você pode usá-lo como tempero na comida.

3. Mel

Ao invés de continuar enchendo seus pratos de açúcar procure usar o mel. Ele pode ser usado em qualquer prato, seja ele suco, chá ou na aveia.  Os antioxidantes do mel podem fortalecer seu sistema imunológico e auxiliam na produção de testosterona natural, o que ajuda a combater e tratar infecções.

4. Melancia

Ao invés de comer aquele sorvete calórico ou aquele bolo, procure comer um pedaço de melancia. Além de ser melhor para saúde e peso, a melancia auxilia na circulação sanguínea e no sistema circulatório. Use a melancia todos os dias, no lanche da tarde, na salada ou no suco, confira mais benefícios aqui.

5. Couve-flor

Faça da couve flor um alimento corriqueiro na sua dieta. Consulta pelo menos uma porção ao dia. Ela pode reduzir a produção de estrogênio no corpo ao mesmo tempo em que aumenta a produção de testosterona.

6. Uvas

Uvas também aumentam o nível de testosterona nos homens, além disso o número de espermas também. Os nutrientes são antioxidantes e diminuem o processo de envelhecimento.

7. Ostras

Todos nós sabemos que as ostras são ótimas fontes de minerais e vitaminas. Essas vitaminas melhoram a saúde do coração e o sistema imunológico, além disso tudo proporciona o aumento de testosterona natural. Consuma com um pouco de suco de limão e sal para preservar os nutrientes.

8. Carne

Como tudo na vida, comer muito carne não faz bem, porém a carne é essencial para nós, seremos humanos. Ela também aumenta os níveis da testosterona no sangue. Tente consumir carne orgânica e proveniente de uma fonte alimentada com pastagem.

9. Feijão

Queridinho dos brasileiros o feijão pode ser colocado em quase todos os pratos, sejam eles sopas, saladas ou com aquele arroz. Esse alimento ajuda na saúde sistema cardíaco e mantém os níveis de testosterona lá no alto.

10. Atum

Atum faz bem para o coração. Alimento rico em vitamina D eleva os níveis de testosterona nos homens.

11. Romãs

Poderoso antioxidante! Estudos confirmam que você precisa consumir apenas um copo de suco por dia. Além de combater os radicais livres, 50% dos homens impotentes tiveram resultados ao consumir romã diariamente, maxpotent.

12. Repolho

Quem consome repolho ingere o químico – indole-3-carbinol ou IC3 que auxilia na eliminação de hormônios femininos. Vários estudos demostram que homens que consomem 500mg por dia de repolho, todos os das, derrubam seus níveis de estrogênio pela metade.

Aproveite as dicas e reforce sua saúde masculina com essas fontes ricas em testosterona natural.